Adentrando a seara do Jornalismo Científico

Um dos projetos que tomou – e ainda toma – meu tempo é o da criação de uma revista de Jornalismo Científico na universidade para a qual trabalho. Não é um trabalho solitário, felizmente, e posso agradecer a diversidade presente na equipe do projeto.

Sem dúvida, há um interesse em expor o conhecimento que se produz ali, e ademais de todos os possíveis benefícios que a instituição possa obter com a publicação, o principal motivo é pessoal: escrever sobre ciência é um desafio que me agrada enfrentar.

No meu cotidiano, por paradoxal que seja, tenho acesso a diversos pesquisadores nas mais distintas áreas, mas pouco tempo para explorar questões que podem esclarecer para a população regional o que exatamente se está pesquisando. O fato do setor de comunicação da universidade ter uma equipe de jornalismo muito enxuta reduz as possibilidades de planejamento e produção de conteúdo.

Outra questão que preocupa é o preparo necessário para escrever sobre ciência. Se por um lado é preciso conhecer mais os modos como a discussão e a validação ocorrem no ambiente científico das disciplinas e áreas que se quer abordar, o outro lado da moeda é o grau de credibilidade e de competência que as fontes científicas atribuem ao jornalista.

Por isso, além do desenho operacional do projeto, vou precisar ler mais sobre, bem, sobre diversas coisas – começando por Ciência.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s